>Alpha Dog (Alpha Dog, 2007)

publicado em:21/08/07 11:59 PM por: Kamila Azevedo Uncategorized

>

O filme “Alpha Dog”, que foi escrito e dirigido por Nick Cassavetes, apresenta uma série de antíteses. A primeira delas vem logo nos créditos iniciais do filme, quando escutamos uma versão belíssima da clássica música “Over the Rainbow”, cantada por Eva Cassidy, embalando uma série de vídeos caseiros, com imagens de crianças fazendo coisas comuns e aparentando ingenuidade. Logo em seguida, na primeira cena de “Alpha Dog”, vemos estes mesmos meninos – agora bem crescidinhos – exalando uma segurança, arrogância e nenhum ar ingênuo. Eles, na realidade, fazem agora parte de um grupo que trafica drogas sob a liderança de Johnny Truelove (Emile Hirsch).

Os garotos podem estar crescidos, mas falta a eles ainda muita maturidade. A trama criada por Nick Cassavetes define muito bem o perfil destes jovens – além de Johnny, temos em destaque, Tiko Martinez (Fernando Vargas), Frankie Ballenbacher (Justin Timberlake, ótimo), Elvis Schmidt (Shawn Hatosy), Bobby “911” (Alex Solowitz), Keith Stratten (Christopher Marquette), dentre outros. Eles são filhos de lares desfeitos e que foram criados sem qualquer imposição de limites. Os jovens não possuem noção clara de responsabilidade e agem, basicamente, pelo impulso. É justamente num desses rompantes que Johnny tem uma idéia que vai mudar para sempre o destino do grupo do qual faz parte. Para ter uma garantia de que vai receber uma dívida de drogas de Jake Mazursky (Ben Foster, excelente), ele decide seqüestrar o irmão mais novo dele, que se chama Zack (Anton Yelchin).

É a partir deste momento que entramos em contato com a segunda antítese presente em “Alpha Dog”. Zack, ao contrário dos outros garotos, vem de um lar sólido. Ele tem hora para chegar em casa e uma mãe (Sharon Stone) zelosa. Aos 15 anos, ele está começando a entrar naquela fase em que começa a se rebelar um pouco contra os cuidados paternos. Para ele, é um sonho tornado realidade estar ali em contato com aqueles jovens que fazem tudo aquilo que querem. Em outras palavras, Zack parece estar em uma colônia de férias, ao invés de estar sendo seqüestrado.

Baseado na história real de Jesse James Hollywood, um traficante que fez uma pequena fortuna na Califórnia e que foi preso em 2005, na praia de Saquarema, no Rio de Janeiro; “Alpha Dog” é um filme que analisa de maneira perfeita o estilo de vida inconseqüente que muitos jovens teimam em viver, enquanto seus pais – se enxergam isso – fingem não notar que nada de errado vai acontecendo à sua volta. Fica claro para quem assiste ao filme que o diretor e roteirista Nick Cassavetes, com a sua obra, não quer passar a mão em cima da cabeça de quem faz o tipo de coisa feita por Johnny Truelove e seu bando. E é justamente esta parcialidade o que mais prejudica “Alpha Dog”. Cassavetes explora muito bem seus atores e personagens jovens, mas se esquece daqueles que poderiam fornecer os momentos mais poderosos ao filme: os pais desses garotos.

Cotação: 7,0

Crédito Foto: Yahoo! Movies



Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários



Deixe uma resposta