>A Vida dos Outros (Das Leben der Anderen, 2006)

publicado em:17/03/08 8:22 PM por: Kamila Azevedo Uncategorized

>

Em 1985, aqueles que viviam na República Democrática Alemã (RDA) estavam submetidos à completa investigação por parte da Stasi, que era a principal organização de polícia secreta e inteligência do lado soviético da Alemanha. Qualquer passo em falso era a razão perfeita para horas de interrogatório, em que o soldado da Stasi só liberava seu prisioneiro depois de conseguir a informação que queria. O prólogo de “A Vida dos Outros”, filme do diretor e roteirista Florian Henckel Von Donnersmarck, mostra muito bem como funcionam as técnicas de interrogação dos membros da Stasi.

É bem sabido que, em regimes bastante repressivos, os artistas em geral – principalmente aqueles que possuem o dom da palavra – são pessoas que incorporam a voz da resistência, usando de certos artifícios que somente a arte pode oferecer. O famoso dramaturgo George Dreyman (Sebastian Koch) acaba de estrear sua nova peça. Na platéia, Wiesler (Ulrich Muhe) e Anton Grubitz (Ulrich Tukur). Os dois são membros da Stasi. Dreyman é um escritor querido pelo regime e age sem qualquer suspeita, mas cometeu um erro gravíssimo: namorar a atriz Christa-Maria Sieland (Martina Gedeck).

Com ciúmes de George Dreyman, o ministro Bruno Hempf (Thomas Thieme), que é bastante atraído por Christa-Maria Sieland, ordena que Wiesler e Grubitz investiguem por completo a vida de Dreyman e, principalmente, achem qualquer tipo de informação controversa a seu respeito para que ele suma e deixe o caminho livre para que o ministro possa conquistar a atriz. É no decorrer da investigação, da rotina de escutas e de perseguições que se desenrolam as melhores partes de “A Vida dos Outros”. O interessante aqui é perceber as mudanças que se estabelecem em Dreyman e, especialmente, Wiesler. O oficial se envolve tanto na investigação que começa a comprometer o seu trabalho como agente da Stasi.

Vencedor do Oscar 2007 de Melhor Filme Estrangeiro, “A Vida dos Outros” é um trabalho impressionante. Desde o roteiro e direção de Florian Henckel Von Donnersmarck, passando pela trilha sonora de Stéphane Moucha e Gabriel Yared, pela fotografia de Hagden Bogdanski e terminando na performance do elenco (em especial as de Ulrich Muhe e Martina Gedeck), o filme mostra uma qualidade digna de ser considerado um dos melhores lançamentos daquele ano. O diretor só erra na parte final do seu filme, que se estende demais.

Cotação: 9,7

A Vida dos Outros (Das Leben der Anderen, Alemanha, 2006)
Diretor(es):
Florian Henckel von Donnersmarck
Roteirista(s): Florian Henckel von Donnersmarck
Elenco: Martina Gedeck, Ulrich Mühe, Sebastian Koch, Ulrich Tukur, Thomas Thieme, Hans-Uwe Bauer, Volkmar Kleinert, Matthias Brenner, Charly Hübner, Herbert Knaup, Bastian Trost, Marie Gruber, Zack Volker Michalowski, Werner Daehn, Martin Brambach



Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários



Deixe uma resposta