Emmy 2008 - Best Supporting Actress in a Drama Series*

* Alguns comentários podem conter spoilers.

Candice Bergen como Shirley Schmidt, "Boston Legal" (ABC)
Histórico no Emmy: 9 indicações e 5 vitórias na categoria de Lead Actress in a Comedy Series pelo seriado "Murphy Brown" (1989, 1990, 1992, 1994 e 1995)
Episódio: "The Mighty Rogues"

Uma verdadeira lenda da televisão norte-americana, Candice Bergen, após algumas temporadas sem ser inscrita no Emmy, voltou à premiação deste ano. Em "The Mighty Rogues", sua personagem, Shirley Schmidt, está lutando pelo direito de pôr fim à vida de seu pai, Walter (Art Frankel), que está nos últimos estágios do Mal de Alzheimer. Apesar da ótima storyline, a performance de Bergen é muito sutil e o momento mais forte vivido pela sua personagem é a cena em que ela se despede do pai. Apesar de ela ser a teórica favorita desta categoria - por causa de toda a sua história no meio televisivo -, acredito que Candice Bergen não será a vencedora.

Rachel Griffiths como Sarah Walker-Whedon, "Brothers & Sisters" (ABC)
Histórico no Emmy: 4 indicações e nenhuma vitória
Episódio: "Domestic Issues"

Assim como a colega de programa Sally Field, Rachel Griffiths aposta na receita bem-sucedida da temporada passada e submete, mais uma vez, um episódio que mostra Sarah Walker-Whedon lidando com um problema familiar relacionado ao seu casamento com Joe (John Pyper-Ferguson). Agora em processo de divórcio dele, Sarah é surpreendida com o pedido de custódia de seus dois filhos pelo ex-marido. Continuando com a analogia com Sally Field, o grande trunfo de Rachel Griffiths é que sua personagem vive o drama da mulher do dia-a-dia, que tenta conciliar maternidade com profissão. A atuação da atriz, como sempre, é muito boa (especialmente na última cena, a qual é de cortar o coração) e ela se coloca como uma das favoritas a vencer nesta categoria.

Sandra Oh como Dra. Cristina Yang, "Grey's Anatomy" (ABC)
Histórico no Emmy: 4 indicações e nenhuma vitória
Episódio: "The Becoming"

Das cinco indicadas nesta categoria, Sandra Oh é a que menos merecia estar aqui - não só porque "Grey's Anatomy" teve uma quarta temporada somente mediana, mas também porque sua personagem, a Dra. Cristina Yang, foi muito mal aproveitada pelos roteiristas do seriado. "The Becoming" chama atenção justamente por ser um episódio em que Yang age de uma forma totalmente diferente da que estamos acostumados. A partir do momento em que recebe a notícia de que seu ex-noivo, o Dr. Preston Burke (Isiah Washington), ganhou um prestigioso prêmio, Cristina encara aquilo que andava evitando: a de que, apesar de que ela continua no mesmo local de sempre, fazendo as coisas de costume, a vida dela mudou. Este é o melhor episódio de Sandra Oh na quarta temporada de "Grey's Anatomy", mas nada do que ela faz aqui é suficiente para levá-la ao seu primeiro Emmy.

Dianne Wiest como Dra. Gina Toll, "In Treatment" (HBO)
Histórico no Emmy: 3 indicações e 1 vitória na categoria de Guest Actress in a Drama Series pela participação em "Road to Avonlea" (1997)
Episódio: "Paul and Gina - Week 1"

Atriz vencedora de 2 Oscars, Dianne Wiest é somente mais um dos grandes nomes que fizeram a transição para a TV na temporada 2007-2008. O episódio que ela submeteu ao Emmy 2008 foi envolto de segredo e só foi descoberto quando os DVDs da categoria chegaram às mãos dos votantes. A Dra. Gina Toll é a ex-supevisora do Dr. Paul Weston (Gabriel Byrne). Quando ele começa a se sentir impaciente e agressivo com seus pacientes, retorna aos encontros semanais com ela. O episódio tem a estrutura de uma conversa entre dois velhos amigos, que estão colocando o papo em dia após quase 10 anos sem se verem. No final, as melhores cenas de Dianne Wiest acontecem quando ela confronta o personagem de Gabriel Byrne sobre o abrupto fim do relacionamento profissional deles e sobre qual o interesse dele em retomar este contato no presente. Uma pena que a atriz tenha submetido este episódio, já que o grande momento dela, na primeira temporada de "In Treatment", aconteceu em "Paul and Gina - Week 8".

Chandra Wilson como Dra. Miranda Bailey, "Grey's Anatomy" (ABC)
Histórico no Emmy: 3 indicações e nenhuma vitória
Episódio:"Lay Your Hands on Me"

Melhor atriz do elenco de "Grey's Anatomy", Chandra Wilson sempre aparece com episódios fortes, mas ainda não conseguiu vencer um Emmy. Talvez isto mude com "Lay Your Hands on Me". Assim como a amostra submetida pela colega de categoria Rachel Griffiths, a personagem de Wilson, a Dra. Miranda Bailey, é confrontada com a dificuldade que é, para uma mulher, equilibrar materinidade com vida profissional. No episódio, Bailey passará pela situação que uma mãe mais teme: seu único filho dá entrada na emergência do Seattle Grace após sofrer um acidente doméstico. A situação obriga Miranda a enfrentar a crise que vive no seu casamento, bem como a sua falta de crença no poder que a fé exerce na cura de um paciente. Normalmente, as perfomances de Chandra Wilson, em "Grey's Anatomy", são bem recheadas de caras e bocas expressivas. Em "Lay Your Hands on Me", ela chama a atenção pela sutileza, pela realidade de sua performance e pela capacidade de nos comover ainda mais do que o costume.

Rankings:
1. Chandra Wilson, Grey's Anatomy
2. Rachel Griffiths, Brothers & Sisters
3. Candice Bergen, Boston Legal
4. Dianne Wiest, In Treatment
5. Sandra Oh, Grey's Anatomy

Quem vai vencer? Chandra Wilson terá, finalmente, seu excelente trabalho nas quatro temporadas de "Grey's Anatomy" sendo reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Televisivas.
Fique de olho em: Rachel Griffiths - especialmente se o votantes do Emmy se emocionarem com a última cena da atriz em seu episódio e se identificarem com o drama que sua personagem está vivendo.

11 comments

  1. Marcel Gois 10 setembro, 2008 at 19:53 Responder

    Adoro Brothers and Sisters e o trabalho da Rachel na série é realmente de tirar o chapéu, a Chandra também faz sempre um trabalho incrível em Grey’s Anatomy, no começo eu achava a atuação dela exagerada demais, mas depois que acostumei passei a apreciar o que ela faz ali. O mesmo com a Sandra que apesar de uma temporada fraquíssima pra ela, foi com ela que a série rendeu uma das melhores, se não a melhor cena dessa última temporada. Aquela do formulário, nesse episódio mesmo que ela submeteu. Perfeito. Quanto a Wiest também achei que ela escolheu o episódio errado. Bom pra Chandra que tem mais chances. =D Não vejo Boston Legal então nem dá pra falar da Candice. Eu ficaria com a Chandra como vencedora e a Rachel de runner-up também.

  2. Vinícius P. 10 setembro, 2008 at 20:26 Responder

    Essa categoria é ótima, apesar de algumas de minhas preferidas da temporada terem ficado de fora. Daqui, só não acompanho “Boston Legal”.

    Rachel Griffiths- já me conquistou completamente na primeira temporada e deu um show no segundo ano da série, especialmente em “Domestic Issues” (escolha perfeita). Não é uma performance muito badalada, mas conta com minha torcida.

    Sandra Oh- para mim ela sempre está bem, até quando o roteiro não dá muito destaque à sua personagem como ocorreu nessa temporada. Por salvar o terceiro ano da série e pelo histórico perfeito (sem falar no ótimo episódio submetido), seria agradável vê-la reconhecida pelo Emmy.

    Dianne Wiest- Achava seus episódios em “In Treatment” um pouco chatos, mas no geral ela sempre oferecia um belo desempenho. Como você adiantou, foi um tremendo erro ela submeter o primeiro de seus episódios.

    Chandra Wilson- Eu nem gosto muito desse episódio, mas não há como negar que ela foi o grande destaque do quarto ano de “Grey’s Anatomy”. A série já tá ‘fraca das pernas’ para os votantes do Emmy (a julgar pelo esquecimento na categoria principal), mas a atriz é forte concorrente mesmo.

    VENCE: Rachel Griffiths (alt. Chandra Wilson)
    MERECE: o mesmo…

    Abraço!

  3. Kamila 10 setembro, 2008 at 20:43 Responder

    Marcel, gosto muito da cena que você citou da Sandra Oh, em “The Becoming”. O momento em que ela entrega o formulário ao Chief é a grande cena dela no episódio. A Rachel e a Chandra são duas atrizes fenomenais. O prêmio estará em ótimas mãos, independente de quem seja a vencedora.

    Vinícius, a categoria é uma das minhas favoritas também, mas só a Chandra e a Rachel parece que levaram as submissões à sério – por isso, fico levemente decepcionada com o que assisti. A performance da Rachel em “Domestic Issues” é sutil, mas tão real. A gente vê a personagem, e não a atriz. Espero que a Sandra não vença por um episódio tão sem sal. Dianne me decepcionou, pois tinha tudo para vencer. Já a Chandra é a favorita mesmo. Ela, faz tempo, é o grande destaque de “Grey’s”. Como disse ao Marcel, ficarei satisfeita com quem vencer, desde que seja Chandra ou Rachel. 🙂 Abraço!

  4. Kau 11 setembro, 2008 at 01:30 Responder

    Ai, como eu gostei desta seleção. Só tiraria Wiest para colocar Mia.

    – Candice, “Boston Legal”: eu acho essa atriz fenomenal! Aqui, em Boston Legal, ela sempre está muito correta e demonstra segurança no papel. Mereceu a indicação, mas só isso.

    – Rachel, “Brothers & Sisters”: ela é minha musa das séries. Acho uma das melhores atrizes na televisão atual e é minha segunda opção e, talvez, a favorita ao prêmio. Compôs uma Sarah madura, emocionada e maravilhosa.

    – Dianne, “In Treatment”: não sei como preferiram ela à Mia. That’s all.

    – Chandra, “Grey’s Anatomy”: M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A como sempre. Miranda é uma personagem inesquecível e Chandra me emociona toda vez com sua força de atuação. Esta é minha preferida e, em tese, a favorita.

    – Sandra, “Grey’s Anatomy”: sou loucamente apaixonado pela Sandra Oh. Mas admito que ela submeteu algo aquém do que costuma fazer. Acho que deveria ter levado todos os prêmios possíveis pela season 3 de Grey’s: ela está impressionante nesta fase e no ep. final da 3 ela está magnífica.

    Bjos!

  5. Matheus 11 setembro, 2008 at 21:02 Responder

    Kamila, eu torço para Rachel Griffiths – uma atriz que nem precisava mais se preocupar em ganhar o Emmy, já que merecia ter sido consagrada desde os tempos de ”Six Feet Under”

Deixe uma resposta