Mamma Mia! – O Filme

publicado em:25/09/08 6:00 PM por: Kamila Azevedo Cinema

Vai mentir a garota que disser que nunca sonhou com o dia de seu casamento. Sophie (Amanda Seyfried, do seriado “Big Love”), por exemplo, já tem meio caminho andado para realizar o casamento dos seus sonhos. O seu noivo, Sky (Dominic Cooper), é atencioso, carinhoso e a ama demais. Ela mora em uma linda e paradisíaca ilha grega. Só está faltando um pequeno detalhe: ela não sabe quem é seu pai e adoraria poder conhecê-lo, de forma que ele a levasse até o altar.

 

O musical “Mamma Mia! – O Filme” se passa nos dois dias que antecedem o casamento de Sophie e Sky. Ela e a mãe, Donna (Meryl Streep), se preparam para receber algumas visitas importantes e especiais – as amigas Lisa (Rachel McDowell) e Ali (Ashley Lilley), Rosie (Julie Walters) e Tanya (Christine Baranski). No entanto, os convidados mais esperados pela jovem noiva são: Bill Anderson (Stellan Skarsgard), Sam Carmichael (Pierce Brosnan) e Harry Bright (Colin Firth) – os três candidatos a pai de Sophie.

 

No meio de toda a agitação dos acontecimentos que antecedem o grande dia de Sophie e Sky, os personagens de “Mamma Mia! – O Filme” expressam seus anseios mais íntimos de forma um tanto inusitada: ao cantar as músicas do grupo sueco Abba, que dominou as paradas de sucesso mundiais entre a metade da década de 70 e o início dos anos 80.

 

Baseado no musical inglês escrito por Catherine Johnson e dirigido por Phyllida Lloyd (responsáveis também pela adaptação ao cinema), “Mamma Mia! – O Filme” tem sido alvo de críticas bem pesadas. Há os que acusam o filme de ser cafona e exagerado. No entanto, o musical é uma das obras mais autênticas a serem lançadas recentemente. Todo o elenco entrou no espírito do longa e se divertiu gravando as cenas. A naturalidade que vemos em tela é algo raro nos filmes de Hollywood. Portanto, abaixe as suas defesas e entre no clima leve, descontraído e animado de “Mamma Mia! – O Filme”.

 

Cotação: 7,0

 

Mamma Mia! – O Filme (Mamma Mia!, 2008 )

Diretor: Phyllida Lloyd

Roteiro: Catherine Johnson (baseado no musical de sua autoria)

Elenco: Amanda Seyfried, Stellan Skarsgard, Pierce Brosnan, Colin Firth, Meryl Streep, Julie Walters, Christine Baranski, Dominic Cooper



Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários


Sua opinião está parecida com algumas outras que já vi. “Mamma Mia!” parece ser um musical competente na medida do possível, mas realmente não empolgou tanto quanto se esperava. De qualquer forma, justamente por esse fato de ser uma obra autêntica é que chamou minha atenção pelos trailers. Abraço!

Responder

Achei o filme tediante quando a Meryl Streep não está em cena. Sem ela, na minha opinião, Mamma Mia! seria uma pequena bomba dos musicais! Pierce Brosnan e Colin Firth manteram-se inativos o filme inteiro. Quando eles não estão em cena não fazem falta alguma.

Responder

Fabiana, eu assistiria ao filme sem grandes expectativas, porque “Mamma Mia!” não é aquele filme que vai te impressionar, mas, com certeza, irá fazer com que você tenha uma ótima hora e meia de diversão.

Vinícius, o filme nem chega a ser muito competente. A Phyllida Lloyd não é uma diretora de muitos recursos, mas faz do seu filme uma obra sincera. Você vê que todo mundo, na tela, está se divertindo horrores! Abraço!

Pedro, eu gosto da Amanda Seyfried, então não senti muita falta da Streep quando ela estava fora de cena. Agora, tenho que dizer que foi constrangedor ver o Pierce Brosnan neste filme. Ele não estava confortável. Ao contrário de você, gostei do Colin Firth e achei que ele era o melhor dos cantores entre os três atores candidatos a pai de Sophie.

Responder

Gostei de ‘Mamma Mia! O Filme’… O filme é diversão pura… E quem gosta das canções do ABBA só não sairá dançando no cinema porque seria pagar um mico muito grande…rs! Ver Meryl Streep leve e solta do que nunca visto antes em toda a sua carreira não tem preço… Minha unica ressalva vai para Pierce Brosnan e Christine Baranski… O primeiro é um dos atores mais canastrões da atualidade… A segunda é muito estranha (que poderia mudar o sobrenome para Baranga…rs) que não condiz com a beleza do lugar… Bem que eles poderiam ter escalado uma outra atriz coroa de maior apelo…rs! E pra finalizar: Julie Walters está impagável!!! Só estando com muito mau humor para não se divertir quando ela está em cena… Um abraço Kamila!

Responder

Kami, eu simplesmente me apaixonei por este filme. Do início ao fim, eu dei muita risada, chorei e me senti muito bem. Saí da sessão leve e com uma sensação maravilhosa. Eita filminho delicioso de assistir!!

E o que me deixou muito feliz, é que ele é 100% fiel ao musical original.

Bjos!

Responder

Não é grandioso nem original como estamos acostumados com os musicais recentes. Mas, como a exemplo de “Hairspray”, é a sinceridade que interessa. Tudo é tão simples que compensa os deslizes do roteiro. Mas é em Meryl Streep que reside a maior força do filme – ela brilha e arrasa, merecendo mais um Globo de Ouro de atriz comédia/musical para sua estante.

Responder

Estou louco para ver Kamila, mesmo sabendo que não é uma obra-prima, minha paixão por musicais não resiste. Mas infelizmente o filme só saiu no cinema mais longe daqui de casa. Vou demorar um pouco pra assistir, esperando folgar mais… Enfim, achei a trilha sonora ótima, canções que não enpolgam como “Hairspray” mas que ao menos me deu a entender que merece a vista…
Adoro Abba, e principalmente os filmes que os atores não estão ‘lost’ (como diz Marcelo Tas). Acredito que “Mamma Mia – O filme” seja o tipo de filme que eu gosto de ver: descompromissado.

Abraço!

Responder

A única coisa que me faz querer assistir a este musical não é ver Meryl Streep se divertindo: é as próprias canções do “ABBA”. Desde pequeno gostava das músicas do grupo e tudo deve funcionar neste “Mamma Mia!”. Lembrando que vi recentemente “O Casamento de Muriel” e o mesmo se dá muito bem graças as grandes canções do grupo. E vá pro diabos aqueles que se referem ao “ABBA” como “cafona”!

Responder

To doido para me divertir vendo um filme assim e, neste domingo, pretendo fazer isto com Mamma Mia!. Espero que eu consiga!

Ciao!

Responder

Alex Sandro, concordo com muito do que você citou em seu comentário. Vi muita gente próximo de onde eu estava cantando as músicas durante “Mamma Mia”. Não me incomodei com a Christine Baranski, mas concordo que Pierce estava totalmente desconfortável. E a Julie Walters é maravilhosa. Ela e a Meryl Streep entenderam perfeitamente o espírito deste musical. Abraço!

Kau, como não assisti ao musical original, vou confiar em sua opinião. Agora, fiquei curiosa: quando você chorou neste filme? 🙂 Beijos!

Matheus, eu acho que a Meryl será indicada ao Globo de Ouro por este filme. Só não sei se ela ganha, já que terá, provavelmente, a grande concorrência de Sally Hawkins e, possivelmente, Anne Hathaway.

Rafael Moreira, o filme é isso mesmo que você citou: descompromissado. Irá gostar do filme quem o entender, quem compreender a intenção de tudo aquilo. Eu, por exemplo, adorei! Abraço!

Alex, como filha de um fã de Abba, cresci escutando essas músicas. E eu ainda não assisti “O Casamento de Muriel”. Tenho que o assistir! E concordo: Abba não é cafona!

Wally, torcendo para que você consiga arrumar um tempinho para conferir “Mamma Mia”.

Lucas, então, se divirtam!!! 🙂

Responder

Kami, sou um CHORÃO! Primeiro chorei de emoção em “Our Last Summer” e naquela canção que a Meryl canta quando vai arrumar Amanda para o casamento (esqueci o nome).

Daí chorei sei lá por que em “Voulez Vous”!! Talvez por que achei a cena mega bem construída, senti orgulho!!

Bjos.

Responder

Olá, Kamila! tdo bem?

Era para eu ter visto “Mamma Mia!” na quarta, mas não deu! Tentarei ver na semana que vem, sem falta! Verei pela Meryl Streep cantando e tem músicas do ABBA, que acabei gostando pq minha mãe adora as músicas! rsrsrs.

Fique bem, beijos!!!

Responder

Ka, gostei de Mamma Mia! Filme legalzézimo ligado nos 200 watts com uma Meryl arrasando. Até compensa pelas sequências musicais serem meio sem inspiração…

Beijão!

Responder

Concordo com você! O filme é autêntico!
E bem divertido também! Além disso o que foi a atuação de Streep? Adorei!

Beijocas

Responder

Eu tenho pavor de Abba! O que me dizem é que as cenas com os atores cantando são constrangedoras…

Bjs!

Responder

Kau, eu também me emocionei com a cena que a Meryl canta para a filha enquanto a arruma para o casamento. Beijos!

Louis, eu não achei que as sequências musicais não tiveram muita imaginação. Pelo contrário, às vezes, elas parecem ser até meio exageradas. Beijão!

Roberto, obrigada pela dica!

Cecília, a Streep está maravilhosa. Se confirma como uma das favoritas ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme de Comédia/Musical. Beijos!

Dudu, eu gosto do Abba por causa do meu pai. Temos o DVD aqui em casa e o assistimos com alguma frequência. Sobre o constrangimento: só senti isso por parte do Pierce Brosnan. Ele parece o mais desconfortável em cena. Beijos!

Responder

Um filme divertido ao ritmo dos ABBA. É um bom entretenimento, que em Portugal está a ter um sucesso incrível. Com três semanas de exibição, ainda este fim de semana teve sessões esgotadas.

Responder

Fernando, aqui no Brasil também tem sido um grande sucesso. É o filme mais visto no país, há duas semanas.

Responder

Concordo com a mioria,quem carrega o filme é a Meryl Streep,a história não tem muito sentido,mas gostei da atriz que faz a filha dela

abração pessoal

Responder

O FILME É ÓTIMO ADOREI. A GENTE SAI DO CINEMA COM CARA DE BOba querendo ver o filme de novo

Responder

Paulo Ricardo, a Amanda Seyfried é uma ótima atriz e acho que ela brilha em “Mamma Mia!”, ao lado da Meryl Streep. Abraço!

Lucia, o filme realmente faz com que a gente se sinta muito bem. E o longa deve estar mesmo fazendo com que muita gente assista ao filme de novo, já que tem sido um enorme sucesso de bilheteria em todo o mundo.

Responder

Deixe uma resposta