Comentando o Cecil B. De Mille Award 2011

A Hollywood Foreign Press Association (HFPA) anunciou hoje quem será o recipiente do Cecil B. de Mille Award, prêmio que homenageia toda uma carreira de uma personalidade cinematográfica. O de 2011, será Robert de Niro, ator com mais de 70 filmes no currículo, além de ter conquistado prêmios como o Oscar, o próprio Globo de Ouro e o prestigiado Kennedy Center Honor, por sua carreira distinta na atuação.

Tentar analisar os critérios por trás da escolha da HFPA para os vencedores do Cecil B. de Mille Award é ir em direção a uma tentativa de compreender o que não tem explicação - como boa parte, aliás, das escolhas feitas pela HFPA em seu show de premiação. A verdade é que o Globo de Ouro, nesta categoria, em especial, premia, na maior parte das vezes, personalidades que ainda estão com uma carreira que dá frutos e que resulta ainda em filmes interessantes - De Niro, neste ano, por exemplo, está em "Stone", thriller psicológico dirigido por John Curran, que conquistou críticas sólidas nos Estados Unidos e começou, recentemente, sua jornada no mercado internacional.

Então, vamos tentar analisar este prêmio concedido a um ator que ainda está em plena atividade como um verdadeiro tributo ao trabalho que Robert De Niro desenvolve por trás das câmeras, mais precisamente na sua produtora, a Tribeca Productions e, principalmente, no Tribeca Film Center e no Tribeca Film Festival que, a cada ano, tem conquistado mais prestígio dentro da indústria cinematográfica - uma vez que seu propósito maior é divulgar a cidade de Nova York como um pólo cinematográfico e ajudar jovens diretores a alcançarem um público mais amplo com suas obras.

Para finalizar, se tivéssemos que fazer uma aposta, diríamos que Leonardo DiCaprio e Martin Scorsese serão os escolhidos para entregar a estatueta ao colega e amigo na noite do dia 16 de Janeiro de 2011, em Los Angeles. O Globo de Ouro 2011 terá, novamente, a apresentação do comediante inglês Ricky Gervais.

12 comments

    • Kamila 10 novembro, 2010 at 14:39 Responder

      Reinaldo, seu raciocínio faz sentido e eu não tinha pensado nisso antes. Até porque o costume normal é premiar alguém que já se “aposentou”, digamos, do ofício. Beijos!

      Otavio, na verdade, eu queria que Edward Norton tivesse entrado nesse meio, uma vez que ele fez um filme com De Niro neste ano, mas acho que ele nem será convidado para ter a honra de entregar um prêmio honorário a um ator do porte do Bob de Niro. Beijos!

  1. Cassiano 10 novembro, 2010 at 20:14 Responder

    Scorsese Kamila, o DiCaprio entregando ficaria estranho demais!

    Mas o q De Niro fez por Tribeca (o bairro) é o mesmo q Redford fez por Utah com Sundance. Guardada as devidas proporções.

    Merecidissimo!

    • Kamila 10 novembro, 2010 at 23:19 Responder

      Matheus, concordo contigo!

      Cassiano, mas, geralmente, são duas pessoas entregando, por isso apostei no DiCaprio. Verdade. Sua analogia faz muito sentido! Merecido mesmo!

  2. Pedro Henrique 14 novembro, 2010 at 18:12 Responder

    Não acredito, como nosso amigo Matheus, que De Niro tenha se perdido. Um ator como ele, que raramente errou em suas escolhas, de um tempo pra cá vem querendo se assentar. Não é mais aquele cara que precisa provar algo ou ganhar o Oscar.

    • Kamila 15 novembro, 2010 at 20:00 Responder

      Pedro, por um lado, você tem razão. O DeNiro não tem que provar mais nada a ninguém!

      Luís, sério! Também não gostei dele no GG desse ano. As expectativas eram altas e ele não correspondeu!

Deixe uma resposta