Projeto X: Uma Festa Fora de Controle

Quando “Projeto X: Uma Festa Fora de Controle”, filme dirigido por Nima Nourizadeh, começa, Thomas (Thomas Mann), Costa (Oliver Cooper) e JB (Jonathan Daniel Brown) estão ansiosos. Afinal, não é para menos. É o dia do aniversário de Thomas, os pais dele estão prestes a viajar, deixando a casa enorme deles à disposição do único filho. O que três mentes juvenis, com os hormônios em alta, vão pensar? Planejar uma festa em comemoração ao aniversário de Thomas. Mas, esta não será qualquer festa. Será a festa mais épica que North Pasadena (onde se passa a ação desse filme) já viu, de forma que eles possam sair da posição de párias no colégio em que estudam para se tornarem membros populares e bem quistos pelos colegas.

Esta história é filmada por um ponto de vista bastante interessante e que lembra muito a linguagem utilizada recentemente no longa “Poder sem Limites”, de Josh Trank. Ou seja, o diretor Nima Nourizadeh utiliza uma câmera que funciona como o ponto de vista de um terceiro personagem sobre todos os acontecimentos que assistimos em tela. Se, em “Poder sem Limites”, a câmera era o melhor amigo de Peter, esse equipamento aqui tem o papel de documentar todo o dia do aniversário de Thomas em um filme que, posteriormente, será presenteado a ele.

Por meio desse recurso linguístico, o diretor Nima Nourizadeh nos permite a aproximação com o mundo desses jovens e com o estado psicológico deles. Neste sentido, é muito importante prestar atenção ao desenho do evento mais importante que acontece neste longa: a festa de aniversário de Thomas, porque ela é o retrato perfeito da evolução destes jovens, no decorrer de “Projeto X: Uma Festa Fora de Controle”. Explico: o evento começa de forma discreta, quase como se fosse ser um fracasso (o que a vida deles, para eles, já é); para ir se revelando, com o tempo, um momento de descobertas e de crescimento de auto estima para Thomas, Costa e JB; ao mesmo tempo em que é um retrato perfeito do caráter inconsequente da juventude, na medida em que eles três vão perdendo o controle daquilo que planejaram.

É justamente quando Thomas, Costa e JB começam a perder o controle do evento que organizaram que “Projeto X: Uma Festa Fora de Controle” passa a apresentar seus maiores problemas. A festa de aniversário de Thomas, realmente, toma proporções épicas e gera reações desproporcionais, quase irreais. A conivência (inclusive dos próprios pais) com os jovens, também, é uma questão muito séria desse filme. Sei que o propósito da obra é mostrar a importância de se aproveitar certos momentos na juventude, mas seria importante mencionar que cometer atos de loucura como esse possuem suas consequências e que não é tão fácil assim sair de encrencas como essa. Neste sentido, além dos pedidos de desculpas aos moradores de North Pasadena, que foram colocados nos letreiros iniciais deste filme, deveria vir a seguinte advertência: aconselhamos aqueles que assistiram a este longa a não tentar fazer isso em suas casas, pois as consequências poderão ser irreversíveis.

Cotação: 4,0

Projeto X: Uma Festa Fora de Controle (Project X, 2012)
Direção: Nima Nourizadeh
Roteiro: Matt Drake e Michael Bacall (com base na história de Michael Bacall)
Elenco: Thomas Mann, Oliver Cooper, Jonathan Daniel Brown, Dax Flame, Kirby Bliss Benton, Brady Hender, Nick Nervies, Alexis Knapp, Miles Teller, Peter Mackenzie

20 comments

    • Kamila Azevedo 29 Março, 2012 at 20:06 Responder

      Que bom que gostou do novo visual do blog. Tirando eu e o Patricio (que está fazendo o design), você foi a primeira pessoa a ver! rsrsrs

      Ainda estamos ajustando os detalhes finais, mas já, já, esse site entra oficialmente no ar.

      Beijo!

  1. Bruno 25 junho, 2012 at 06:59 Responder

    Kamila Azevedo, aconteceu ou não esta festa, você diz que não, mas esse Luan Carlos diz que foi real, pow eu quero fazer uma festa com essa magnitude aqui no Brasil, logico sem essas confusões com a policia e em um lugar propicio a festas.
    SIM FOI REAL OU NÂO?

    • Kamila Azevedo 25 junho, 2012 at 18:44 Responder

      Bruno, se aconteceu, foi para propósitos dramáticos. Lembre-se que isso é um filme, e não um documentário ou um reality show. Cada um acredita no que deseja! Se você quer que a festa seja real, ela será.

      • Elcio 6 outubro, 2012 at 04:05 Responder

        boa moçinha agente que imagina muito como eu quase que se acha dentro do filme poxa gostaria que tivesse aconteçido essa festa de verdade e alguem postasse algum video real da festa pq na minha cabeça so fico imaginando o peteku

        • Nathan Arend 18 julho, 2013 at 22:06 Responder

          Foi real sim, apenas poucas cenas foram recriadas com 200 figurantes,o resto eram pessoas que realmente estavam na festa.E se você observar bem vai ver que há muitas imagens de celulares gravadas pelos convidados.E o pedido de desculpas da Warner Bros foi justamente porque ela aconteceu e causou um grande estrago com um gasto de 20 Milhões.

  2. aline 12 setembro, 2012 at 18:12 Responder

    kamila a festa é baseada em fatos reais… aconteceu sim! logico que mudaram algumas coisas! mais o contexto é real! antes de escrever um blog sobre um determinado assunto procure a saber melhor! bjs

    • Kamila Azevedo 13 setembro, 2012 at 00:05 Responder

      Aline, antes de você postar um comentário, procure também se informar. O filme tem um tom documental, a festa aconteceu para os propósitos dramáticos, mas o que todos ali fizeram era puro roteiro. Beijos!

Deixe uma resposta