De Olho no Oscar 2015: Melhor Filme Estrangeiro

publicado em:10/10/14 12:24 AM por: Kamila Azevedo NotíciasPrêmios

Captura de tela 2014-10-09 21.08.48A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) divulgou hoje a lista de 83 países que estão concorrendo às cinco indicações para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro no 87th Annual Academy Awards, cujos indicados serão conhecidos em 15 de janeiro de 2015.

Dos países indicados, destacam-se os representantes da Bélgica (“Two Days, One Night,” Jean-Pierre Dardenne and Luc Dardenne), Brasil (“Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” Daniel Ribeiro), Canadá (“Mommy,” Xavier Dolan) e França (“Saint Laurent,” Bertrand Bonello).

De acordo com os especialistas, os representantes da Bélgica, do Canadá, de Cuba (“Conducta,” Ernesto Daranas Serrano), da Estônia (“Tangerines,” Zaza Urushadze) e da Polônia (“Ida”, de Pawel Pawlikowski) são os favoritos para serem os finalistas desta categoria.

O Oscar 2015 acontece em 22 de fevereiro de 2015.



Post Tags

Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários


Tem alguns filmes estrangeiros que tem ganhado destaque e tem chances de figurar na lista final.o polonês “Ida”(Ana Maria Bahiana teceu elogios a protagonista Agata Trzebuchoska),o vencedor da Palma de Ouro “Winter Sleep” de Nury Bilge Ceylan(dele só assisti “3 Macacos” e não esqueço daquela fotografia linda),”Dois dias,Uma Noite” com Marion Cotillard dos irmãos Dardenne e “Hoje eu Quero Voltar Sozinho” de Daniel Ribeiro que bem merecia ser lembrado nas premiações.

Responder

Nem sempre é perfeito, mas, no geral, considero Filme Estrangeiro a categoria mais justa do Oscar. Não é minha preferida, mas mesmo com alguns deslizes, tem vencedores memoráveis.

Responder

Paulo, bem lembrado!

Brenno, sim, de uma certa forma, consegue ser justa, especialmente depois dos últimos ajustes na categoria.

Responder

Segundo a critica o Sueco tem boas chances, e eu nunca descarto o vencedor da Palma de Ouro, apesar de nos últimos anos eles estarem menos visados, quase sempre são ótimos filmes, de restante eu ainda boto fé no Canadá e na Bélgica, alias verei o Belga e o Turco aqui na mostra.

Responder

Cleber, também nunca descarto o vencedor de Cannes, mas o desse ano teve pouca repercussão internacional, por enquanto.

Responder

Deixe uma resposta