Resenha Crítica: “Newtown”

publicado em:31/08/17 11:42 PM por: Kamila Azevedo Filmes

Na medida em que o documentário Newtown, dirigido por Kim A. Snyder, vai se desenrolando, vamos entrando em contato com as histórias de diversas famílias e todas são unânimes em dizer que o que as levou para aquela pequena cidade do Estado de Connecticut, foi justamente a qualidade da rede escolar da região, bem como a tranquilidade da cidade. Essa aparente normalidade e clima pacífico foram ameaçados no dia 14 de dezembro de 2012, quando Adam Lanza, um jovem de 20 anos, invadiu a Sandy Hook Elementary School e assassinou 20 crianças entre seis e sete anos de idade, assim como seis profissionais que trabalhavam no colégio – a mãe de Adam também foi vítima do filho antes de ele se dirigir à escola.

Newtown joga, então, um olhar sobre esta comunidade, mostrando como as famílias vítimas dessa tragédia tentaram reerguer suas vidas (na medida do possível), como as marcas daquele dia ainda estão presentes na rotina daqueles que vivenciaram tudo isso e na rotina da própria cidade e quais foram as implicações deste acontecimento – notadamente, a mudança na lei do Estado em relação ao porte de armas.

Por se tratar de um tema extremamente delicado, chama a atenção em Newtown o respeito com que a diretora Kim A. Snyder abordou as histórias pessoais dessas famílias. A sensação que fica é a de que, por mais que a vida tenha que continuar, essas pessoas sempre terão uma sombra dentro de si, uma vez que o corte abrupto no futuro de pequenos seres que ainda tinham toda uma vida pela frente sempre é algo difícil de se lidar. Que, um dia, o sentimento de dor seja aplacado para que esses mães e pais possam enxergar o amor e a vida que ainda existe dentro deles mesmos e daqueles a quem eles amam e que ainda permanecem aqui.

Newtown (Newtown, 2016)
Direção: Kim A. Snyder

Avaliação/Nota

Nota
9.0

Média Geral


Post Tags

A última modificação foi feita em:novembro 23rd, 2017 as 12:17 am


Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários



Deixe uma resposta