logo

6 Balões | Resenha Crítica

publicado em:24/04/18 11:02 AM por: Kamila Azevedo Filmes

O filme 6 Balões, dirigido e escrito por Marja-Lewis Ryan, se passa no decorrer de um dia, quando a personagem principal, Katie (Abbi Jacobson), está preparando uma festa surpresa para celebrar o aniversário de seu namorado Jack (Dawan Owens). No decorrer desse dia, além de deixar pronta a decoração da festa e de ter que pegar o bolo do aniversariante, uma das atribuições de Katie é pegar seu irmão Seth (Dave Franco) e a sobrinha Ella (Charlotte e Madeline Carel), que só tem 2 anos.

Acontece que Seth é usuário de heroína e, no decorrer do dia em que o filme se passa, Katie percebe que ele está em plena recaída do vício. A decisão urgente que a personagem toma é de chamar a responsabilidade pra si mesma e internar o irmão para mais uma tentativa de reabilitação. Entretanto, a importante questão que 6 Balões levanta é a seguinte: Seth deseja se tratar? Ele quer ser ajudado? Essas perguntas encontram-se de uma maneira metafórica durante o longa, quando somos deparados com uma reflexão interessante: a de que sempre existirá um barco no cais. Porém, a decisão de embarcar nele ou não só caberá a nós mesmos.

6 Balões tem uma estrutura narrativa bem interessante e retrata, dentro de suas possibilidades, as crises internas vividas por um viciado em heroína, bem como os efeitos físicos que a droga tem sobre aquele que a usa, bem como sobre os familiares – mérito também das boas atuações de Abbi Jacobson e Dave Franco. Entretanto, fica aquela sensação de que este é um filme que poderia muito mais – caso tivesse sido feito de uma forma mais caprichada.

6 Balões (6 Balloons, 2018)
Direção: Marja-Lewis Ryan
Roteiro: Marja-Lewis Ryan
Elenco: Abbi Jacobson, Dave Franco, Charlotte Carel, Madeline Carel, Jane Kaczmarek, Dawan Owens, Tim Matheson

Avaliação/Nota

Nota
5.0

Média Geral



Post Tags

Jornalista e Publicitária


Comentários


Fiquei decepcionado com esse filme também.O maior problema do roteiro é não criar uma identificação do espectador com o personagem do Dave Franco(como por exemplo Jonathan Demme conseguiu com Anne Hathaway no excelente “O Casamento de Raquel”)

Responder

Deixe uma resposta