Selvagens

 
selvagens
selvagens
selvagens

 
Overview
 

Genero:
 
Nome do filme:: Selvagens (Savages, 2012)
 
Roteiro:: Shane Salerno, Don Winslow e Oliver Stone (com base no livro escrito por Don Winslow)
 
Direção:: Oliver Stone
 
Elenco:: Blake Lively, Taylor Kitsch, Aaron Johnson, Benicio del Toro, John Travolta, Demián Bechir, Salma Hayek, Emile Hirsch
 
Roteiro
5.0


 
Direção
6.0


 
Atuação
6.0


 
Trilha sonora
5.0


 
Fotografia
7.0


 
Edição
6.0


 
Total Score
5.8


 
14
Posted novembro 29, 2012 by Kamila Azevedo

 
Sobre o Filme:
 
 

Ben (Aaron Johnson) e Chon (Taylor Kitsch) são tão amigos que eles não se importam em dividir um com o outro absolutamente nada em suas vidas. Eles encabeçam um bem-sucedido negócio de plantio e distribuição de maconha, dividem igualmente os lucros advindos do trabalho deles, compartilham informações, dividem a mesma casa, investem o seu dinheiro juntos, planejam os seus futuros juntos e até a mesma mulher (Ophelia, interpretada por Blake Lively, do seriado “Gossip Girl”) eles compartilham. A única coisa em que eles divergem é na forma como eles encaram problemas mais sérios: Chon quer sempre impor a força física e a violência diante de seus opositores, enquanto Ben acredita numa solução mais pacífica e que passa pela discussão de argumentos, sem ter que chegar ao nível de briga que Chon prefere.

A trama de “Selvagens”, Filme dirigido por Oliver Stone, coloca os seus dois protagonistas justamente diante de uma situação em que eles têm que aprender a encontrar um equilíbrio na sua forma de agir. Na realidade, o que ocorre com eles é um daqueles casos em que, se não dá certo do meu jeito (Ben), a gente tenta do seu jeito (Chon). Na medida em que o negócio deles vai crescendo cada vez mais e ganhando um mercado maior, não só no Estado deles (Califórnia), como em outros países, até; Ben e Chon vão chamando a atenção de outros chefões do mercado do narcotráfico. A inimiga mais próxima deles é Elena Sanchez (Salma Hayek), dona de um cartel mexicano que está entrando em decadência e precisa dos segredos do produto de Ben e Chon para se manter viva no mercado.

Para conseguir dominar Ben e Chon, Elena Sanchez tenta, de forma mal sucedida, convencê-los a aceitar um acordo em que ela acompanha todo o modus operandi de cultivo e distribuição do produto deles para aplicar no México, ganhando uma porcentagem do lucro deles. Conhecendo o ponto fraco dos dois amigos, Elena parte para a segunda opção: sequestrar Ophelia e, desta maneira, obrigar Ben e Chon a aceitar o acordo que ela os propõe. O que se segue a esse fato é a jornada dos dois protagonistas de “Selvagens”: acompanhar os dois amigos – e sócios – encontrando toda a malícia deles, perdendo a inocência que eles tinham, de forma a eles poderem enfrentar, de igual para a igual, gente como Elena Sanchez, que passou por uma verdadeira escola no mundo do crime.

Essa história nos é contada por meio de um filme bastante violento. Oliver Stone usa, acertadamente, uma fotografia mais granulada (cortesia do trabalho desenvolvido por Daniel Mindel) que dá um tom bastante cru às ações desenvolvidas no submundo das decisões tomadas pelos grandes chefes do crime – é aqui que entra, por exemplo, a figura de Lado (Benicio del Toro, numa ótima atuação), capanga de Elena. Por boa parte do tempo, “Selvagens” consegue ser um filme de ação bem interessante, mas acaba prejudicando muito o longa o fato de que a narrativa é muito clichê (com personagens e situações pra lá de batidas para os que são bem familiarizados com esse gênero) e a reviravolta final consegue ser tudo, menos surpreendente.


14 Comments


  1.  

    Não posso esquecer de colocar Oliver Stone na minha lista de “desisto”.




    •  
      Kamila Azevedo

      Herculano, é fato que o Oliver Stone já viveu momentos melhores em sua carreira, mas acho que “desisto” é uma palavra muito forte. A indústria cinematográfica é um meio muito cíclico. Quem está por baixo, num determinado momento, de repente, pode voltar a subir novamente. Basta um filme bom e pronto!




  2.  

    Acho que o Taylor não teve tanta sorte quanto o Michael Fasbeender ou a Jéssica Chastain, atores desta nova geração de Hollywood que logo atingiram o estrelato. Já assistiu alguns filmes com ele e achei um bom ator.




  3.  

    Verdade, a história é interessante, mas desenvolvida da maneira mais clichê possível.
    Enquanto se está assistindo, até entrete, mas não quer dizer que seja relevante.




  4.  

    Ah Ka… eu gostei bastante do final! Concordo que o desenvolvimento da trama é bem clichê, mas “Selvagens” se sustenta nos coadjuvantes carismáticos e nessa violência tão bem orquestrada por Stone. Gostei bem mais do filme que você. Nisso podemos concordar! rsrs
    bjs




    •  
      Kamila Azevedo

      Flavio, o Taylor Kitsch é um bom ator. Ele só precisa encontrar o projeto certo para ele.

      Celo, exatamente.

      Reinaldo, eu não gostei muito do final, porque achei ele muito clichê e esperado. Ah, nisso, com certeza, podemos concordar: que você gostou mais do filme do que eu! rsrsrsrs Concordo com outra coisa: os coadjuvantes desse filme são bem carismáticos. :) Beijos!




  5.  
    Elloa

    Kamila, talvez você possa me explicar melhor uma dúvida que fiquei ao final deste filme. São dois finais apresentados seguidamente ou um é imaginário e o outro é real? Será que, no fim das contas, são duas interpretações válidas. No mais, concordo contigo. Clichês demais, demais e demais. Esperava mais pela sinopse que li e também no decorrer do filme, ao ver um jovem budista quebrando seus paradigmas. Não houve uma reflexão mais profunda do filme sobre este aspecto.




    •  
      Kamila Azevedo

      Elloa, pelo que eu entendi, as duas interpretações são válidas, no que diz respeito à cena final. O problema desse filme são os clichês e acho que esse é aquele tipo de longa que não permite reflexões adicionais no roteiro, por isso a questão do Ben quebrando seus paradigmas não foi muito bem explorada.




  6.  

    olha, até achei a premissa interessante e oliver stone sempre oferece alguma coisa boa, mas já tô até imaginando esses clichês que você citou…. vai ficar pra ver em casa!




    •  
      Kamila Azevedo

      Bruno, o problema desse filme são mesmo os clichês. Quando você assistir ao filme, fico no aguardo do seu texto sobre a obra.




  7.  

    Eu também não fiquei muito satisfeito com “Selvagens”. Cliché e sem inspiração, mas o filme tem estilo! Os personagens secundários são ótimos em suas idiossincrasias, Hayek e del Toro estão ótimos, mas só eles também.
    Não é nem pela duração exagerada, mas tem momentos que o filme se torna uma bagunça no desenvolvimento e tão previsível (sequestrar a filha da mexicana) que soa bem sem surpresas.
    É um filme médio, mas gostei da envergadura de Stone. Tomara que ele faça outros filmes “nervosos” nesse tipo, mas torcemos por um roteiro melhor na próxima vez =)

    Bjs, Ka!




    •  
      Kamila Azevedo

      Elton, o filme tem muito estilo. Acho que a parte técnica de “Selvagens” é excelente. Gostei muito mesmo. Assim como dos personagens secundários, que são melhores que os protagonistas. Concordo com todo o seu comentário! Beijos!




  8.  

    Na mosca, Kamila!

    Tudo muito certinho, polidinho. E tem isso dos clichês que você comentou no texto. Achei Selvagens um filme mimado demais.





Deixe uma resposta