Lendo – “Crônicas para Jovens de Escrita e Vida”

publicado em:19/01/12 1:00 AM por: Kamila Azevedo Livros

“O contato com outro ser através da palavra escrita é uma glória. Se me fosse tirada a palavra pela qual tanto luto, eu teria que dançar ou pintar. Alguma forma de comunicação com o mundo eu daria um jeito de ter. E escrever é um ato divinizador do ser humano.” (p. 140)

“Crônicas para Jovens de Escrita e Vida”, livro publicado pela editora Rocco Jovens Leitores, em 2010, faz uma reunião de 51 crônicas escritas por Clarice Lispector, uma das mais aclamadas e admiradas autoras brasileiras. Como o próprio título da obra já deixa explícito, o livro contém textos que versam sobre os mesmos temas: o ato de escrever e de que forma isto está ligado ao próprio sentido da vida e de vivenciar a existência de um ser humano.Este viés é muito interessante, uma vez que a decisão por se entregar à palavra escrita foi o grande fio condutor da vida de Clarice Lispector e, em sua obra literária, ela se dedicou, nas palavras de Pedro Karp Vasquez (que fez a organização dos textos aqui publicados), a esmiuçar e celebrar “os mistérios da escrita, bem como os da condição humana de maneira tão bela e profunda”. O ato de publicar este livro tendo como alvo os jovens também é algo curioso a ser notado nesta obra, já que as palavras de Clarice, em crônicas escritas em diversos momentos de sua vida, ilustram as muitas fases da dura carreira daqueles que escolhem seguir a vocação literária – lembrando que Clarice despertou para a escrita ainda criança e desbravou seus caminhos sozinha.

Neste sentido, está também a riqueza de “Crônicas para Jovens de Escrita e Vida”. Basta prestar atenção ao que está escrito e aos temas principais das crônicas criadas por Clarice Lispector e que aqui estão reunidas. Elas versam sobre a busca por um estilo, delicadeza; ao mesmo tempo em que fazem questionamentos sobre a atividade literária, sobre o ofício do escritor; e em que Clarice se dedica a uma autocrítica ao seu próprio trabalho. Encontramos também textos especialmente dedicados aos objetos e pessoas que fazem parte do dia a dia do autor. São textos bastante pessoais em que a autora divide conosco boa parte de suas aflições, desejos, vontades e perspectivas.

Ou seja, “Crônicas para Jovens de Escrita e Vida” oferece aos leitores uma oportunidade rara: a de ver uma escritora como Clarice Lispector em diálogo direto não só consigo mesma, como também com seus leitores, bem como com os diversos vértices que compõem a atividade literária. É angústia lado a lado com a paixão. É o relato de algo que machucava e que realizava Clarice ao mesmo tempo. É quase como acompanhar uma sessão de análise de alguém para quem escrever era viver e viver era escrever. De novo, usando as palavras de Pedro Karp Vasquez: “Em Clarice vida e escrita se perdem e se confundem de tal forma que é difícil dizer onde começa uma e onde termina a outra”.

Crônicas para Jovens de Escrita e Vida (2010)
Autora: Clarice Lispector
Editora: Rocco Jovens Leitores



A última modificação foi feita em:novembro 17th, 2012 as 12:41 pm


Kamila Azevedo

Jornalista e Publicitária



Comentários


Pois é… é uma das minhas falhas literárias, mas quero muito ler. Será que este livro é um bom começo?

Responder

Bruno, sim, seria um bom começo. É uma obra perfeita para aqueles que gostam de escrever, como nós.

Responder

Deixe uma resposta