Cena da Semana

(The Junior Executive Model - Se Meu Apartamento Falasse [1960] - diretor: Billy Wilder)

Quando assistimos ao filme "Se Meu Apartamento Falasse", dirigido por Billy Wilder, ficamos imaginando que Matthew Weiner bebeu um pouco na fonte desse longa ao criar e imaginar o universo narrativo no qual se passa o seriado "Mad Men". C.C. Baxter (Jack Lemmon) pode não ter o charme e a elegância de Don Draper (Jon Hamm), mas os dois personagens possuem algo muito importante em comum: a ambição e o desejo de ascenderem profissionalmente, não importa o que tem que ser feito. No caso particular de Baxter, ele empresta o seu apartamento para que os executivos da empresa em que trabalha possam utilizá-lo em seus encontros românticos extra-conjugais.

Apesar disso, em sua essência, "Se Meu Apartamento Falasse" é uma comédia romântica, em que é bom ficar de olho na forma como as personagens femininas são retratadas. Assim como as Peggy Olson e as Joan Harris de "Mad Men", a Fran Kubelik (Shirley MacLaine) de "Se Meu Apartamento Falasse" serve de objeto nas mãos de homens inescrupulosos e que ocupam posição de destaque em seus ambientes de trabalho, enquanto tenta, na realidade, encontrar um grande amor. É esse viés mais romântico que diferencia "Se Meu Apartamento Falasse" de outras comédias, até porque um filme dirigido e co-escrito pelo mestre Billy Wilder nunca envereda num caminho óbvio. O tom desse longa é de ironia, de sarcasmo e de fuga de qualquer elemento considerado clichê.

Indicado a 10 Oscars, em 1961, "Se Meu Apartamento Falasse" venceu cinco estatuetas - três delas nas categorias de Melhor Filme, Diretor e Roteiro Original.

2 comments

    • Kamila Azevedo 22 Abril, 2013 at 16:54 Responder

      Reinaldo, da primeira vez em que eu assisti a “Se Meu Apartamento Falasse” também não tinha “Mad Men”. Só notei esse paralelo agora nessa revisita recente que fiz ao filme.

Deixe uma resposta