American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson

Nota9.5
9.5
Reader Rating: (0 Rates)0

Considerado por muitos como o “Julgamento do Século”, aquele que envolveu o ex-jogador de futebol americano Orenthal James “O.J.” Simpson (Cuba Gooding Jr.) pela acusação de assassinato da ex-mulher Nicole Brown e do amigo desta, Ronald Goldman, foi um verdadeiro circo nos Estados Unidos. Um circo jurídico, um circo midiático, com muitas jogadas sujas de bastidores e com um resultado altamente surpreendente: a inocência do acusado, apesar das evidências incontestáveis que existiam contra ele. O julgamento de O.J. Simpson durou 372 dias, ouviu cerca de 133 testemunhas e teve uma audiência de mais de 20 milhões de pessoas – batendo o recorde da chegada do homem à Lua e do funeral do presidente John Fitzgerald Kennedy.

A série American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson, criada por Scott Alexander e Larry Karaszewski, conta justamente tudo o que aconteceu neste julgamento. Baseado no livro escrito por Jeffrey Toobin, o roteiro relata esta história por meio da perspectiva dos envolvidos neste processo: a promotoria, o acusado, os advogados de defesa, o juiz, o júri e os familiares das vítimas.

Com 10 episódios dirigidos por Ryan Murphy, John Singleton e Anthony Hemingway, American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson tem uma fluência tão boa na sua história que o ritmo é viciante. Aqui, temos personagens extremamente interessantes, como o advogado Johnnie Cochran (Courtney B. Vance), a promotora Marcia Clark (Sarah Paulson), o detetive Mark Fuhrman (Steven Pasquale), o advogado Robert Shapiro (John Travolta) e o promotor Christopher Darden (Sterling K. Brown).

O que a série nos mostra é que o trabalho da promotoria, apesar das provas irrefutáveis, foi bastante irregular – erros primários foram cometidos, como permitir que O.J. Simpson provasse a luva encontrada no local do crime e a decisão por autorizar o depoimento do detetive Mark Furhman, que tinha um histórico de utilização de termos pejorativos para com os negros, o que poderia abalar a sua credibilidade como testemunha. A série também nos revela o brilhante trabalho feito pela “equipe dos sonhos” da defesa de O.J. Simpson, que conseguiu reverter o destino do seu cliente ao utilizar uma linha de defesa que mostrava que esse era o caso de uma polícia arbitrária (a de Los Angeles) e o seu tratamento abusivo para com a comunidade negra local.

Sucesso de crítica e de público nos Estados Unidos, obtendo 9 Primetime Emmy Awards (o prêmio mais importante da indústria televisiva do país), os criadores de American Crime Story já preparam a próxima temporada do programa, que deve abordar o assassinato do famoso estilista italiano Gianni Versace, que será interpretado por Edgar Ramirez. Sua irmã, Donatella, deve ser interpretada por Penélope Cruz. A previsão de estreia dessa nova temporada é 2018.

American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson (American Crime Story: The People v. O.J. Simpson, 2016)
Direção: Ryan Murphy, John Singleton e Anthony Hemingway
Roteiro: Scott Alexander, Larry Karaszewski, D.V. DeVincentis, Joe Robert Cole, Tom Rob Smith, Maya Forbes e Wallace Wolodarsky (com base no livro escrito por Jeffrey Toobin)
Elenco: Cuba Gooding Jr., Sarah Paulson, John Travolta, Courtney B. Vance, Sterling K. Brown, Kenneth Choi, Christian Clemenson, Bruce Greenwood, Nathan Lane, David Schwimmer, Darren Criss, Dale Godboldo, Robert Morse, Rob Morrow, Jordana Brewster, Steven Pasquale

2 comments

  1. Amanda Aouad 20 abril, 2017 at 14:35 Responder

    É uma bela série mesmo. E consegue nos envolver desde o início, não só pela história que por si só é instigante, como pela forma que ele vai nos mostrando os fatos. Após ver o documentário, só acho que ele minimiza muito a participação do próprio O.J. nas estratégias do Time dos Sonhos.

    • Kamila Azevedo 23 abril, 2017 at 11:27 Responder

      Amanda, preciso ver o documentário “O.J.: Made in America”. Acredito que deve ser mais abrangente e vai muito mais a fundo nessa história.

Deixe uma resposta