logo

Cena da Semana

publicado em:21/04/13 11:52 PM por: Kamila Azevedo Cena da Semana

(The Junior Executive Model – Se Meu Apartamento Falasse [1960] – diretor: Billy Wilder)

Quando assistimos ao filme “Se Meu Apartamento Falasse”, dirigido por Billy Wilder, ficamos imaginando que Matthew Weiner bebeu um pouco na fonte desse longa ao criar e imaginar o universo narrativo no qual se passa o seriado “Mad Men”. C.C. Baxter (Jack Lemmon) pode não ter o charme e a elegância de Don Draper (Jon Hamm), mas os dois personagens possuem algo muito importante em comum: a ambição e o desejo de ascenderem profissionalmente, não importa o que tem que ser feito. No caso particular de Baxter, ele empresta o seu apartamento para que os executivos da empresa em que trabalha possam utilizá-lo em seus encontros românticos extra-conjugais.

Apesar disso, em sua essência, “Se Meu Apartamento Falasse” é uma comédia romântica, em que é bom ficar de olho na forma como as personagens femininas são retratadas. Assim como as Peggy Olson e as Joan Harris de “Mad Men”, a Fran Kubelik (Shirley MacLaine) de “Se Meu Apartamento Falasse” serve de objeto nas mãos de homens inescrupulosos e que ocupam posição de destaque em seus ambientes de trabalho, enquanto tenta, na realidade, encontrar um grande amor. É esse viés mais romântico que diferencia “Se Meu Apartamento Falasse” de outras comédias, até porque um filme dirigido e co-escrito pelo mestre Billy Wilder nunca envereda num caminho óbvio. O tom desse longa é de ironia, de sarcasmo e de fuga de qualquer elemento considerado clichê.

Indicado a 10 Oscars, em 1961, “Se Meu Apartamento Falasse” venceu cinco estatuetas – três delas nas categorias de Melhor Filme, Diretor e Roteiro Original.



Post Tags

Jornalista e Publicitária


Comentários


Olha só! Nunca tinha visto por essa ótica… Tb não tinha “Mad men” quando eu vi esse filme. Mas a percepção é boa. Preciso volta ao filme…
Bjs

Responder

Reinaldo, da primeira vez em que eu assisti a “Se Meu Apartamento Falasse” também não tinha “Mad Men”. Só notei esse paralelo agora nessa revisita recente que fiz ao filme.

Responder

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.